O PROJETO ECOUSINARSU

O Projeto ECOUSINARSU estrutura a correta destinação final de resíduos – especialmente a matéria orgânica – nos municípios. A nossa tecnologia única patenteada implementa o tratamento adequado de um problema de ordem nacional (e também mundial); os riscos, vetores e a poluição ambiental causada pelos lixões e aterros sanitários.

A ECOUSINARSU busca otimizar o tratamento e beneficiamento da matéria orgânica de forma a transformá-la em 2 importantes insumos para a economia de qualquer país, estado ou município:

  1. Biogás: um combustível limpo, neste caso o Biometano (uma vez que deriva diretamente da matéria orgânica), com elevado percentual de limpeza, atendendo a padrões e normas definidos pelas instituições de controle e monitoramento nacionais e internacionais, como por exemplo, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
  2. Biofertilizante: fertilizante biológico 100% orgânico para ser aplicado diretamente à agricultura, pastos, recuperação de áreas degradadas, paisagismo etc.

Cabe destacar que a implementação da ECOUSINARSU foi concebida para operação em escala industrial, obedecendo a lógica modular, com unidades para processamento a partir de 50 toneladas/ dia, passíveis de acoplamento de novas tecnologias disponíveis; ao sabor do avanço da inovação.

Veja AQUI os benefícios da nossa tecnologia.

“NA PARTE AMBIENTAL, A PROPOSTA DA ECOUSINARSU É PASSIVO ZERO.”

Em resumo, operacionalmente falando, a nossa Patente estabelece o processo produtivo padronizado para geração de Biogás e de Biofertilizante. Veja a seguir como estes processos funcionam.


PROCESSO DE GERAÇÃO DO BIOGÁS.

Após separação de todos os outros tipos de resíduos, a matéria orgânica entra em um coletor primário, interligado a um sistema de bombeamento, que o conduz até a uma Câmara Térmica Vedada Pressurizada, onde passará pelos processos de fermentação e compostagem.

A câmara terá capacidade para receber a quantidade de resíduos produzida diariamente pelo referido município. Nesta Câmaras, a matéria orgânica será revolvida e aquecida a uma temperatura constante, mantendo a massa homogênea. O processo prossegue até que o resíduo chegue à câmara de estabilização.

Na Câmara de Estabilização e Repouso será realizado o equilíbrio entre carbono e nitrogênio do biodigestado com o controle de (1) Umidade; (2) PH; e (3) Nutrientes da massa orgânica. Este procedimento é realizado elevando-se a sua temperatura e, assim, eliminando todos os riscos associados ao processo.

Em seguida, será realizada a retirada dos gases provenientes da oxidação biológica, os quais serão conduzidos à central de armazenamento de biogás, proporcionando segurança sanitária, esterilização de sementes de infectantes e a eliminação de micro-organismos patogênicos.


PROCESSO DE GERAÇÃO DO BIOFERTILIZANTE.

Concluída a fase de retirada do BIOGÁS, a massa orgânica (húmus) será retirada da Câmara e transferida por dutos à vácuo até uma Peneira especial que garantirá a qualidade do biofertilizante, bem como, a sua pureza e riqueza. Posteriormente, ele será pesado e ensacado.

Desse modo, a ECOUSINARSU é “ad eterno”, uma vez que, após o período de tratamento e processamento da matéria orgânica, a mesma é retirada da Câmara, deixando um novo espaço para a rotatividade do resíduo orgânico.

A Figura a seguir apresenta um Esquemático da disposição dos Biodigestores da ECOUSINARSU.

Como funciona a ECOUSINARSU?

Conheça melhor a nossa Patente CLICANDO AQUI.

A partir da implementação da ECOUSINARSU os aterros sanitários só receberão o resíduo inerte. Esta mudança no gerenciamento de resíduos – por parte dos municípios – vai reduzir muito os riscos de acidentes e impactos ambientais.

Com a nossa tecnologia, os municípios serão uma referência ambientalmente responsável quanto a destinação final da matéria orgânica.

ECOUSINA.com

Copyright © 2021. Todos Os Direitos Reservados.